Give me Love (Geoge Harrison) Para lembrar….

Para os perturbados corações que gritam em suas existências sem sentido…
Quero lembrar esta mensagem, uma inspiração de um grande homem, George Harrison, um artista que tinha seu coração ligado a algo infinitamente maior.
Fui sua fã aos 12 anos!

Muito grata a ele! 🙂

alcance-violento-lu-paternostro

Give me love
Give me love
Give me peace on earth
Give me light
Give me life
Keep me free from birth
Give me hope
Help me cope, with this heavy load
Trying to, touch and reach you with,
heart and soul

Oh
My Lord . . .

Please take hold of my hand, that
I might understand you

Won’t you please
Oh won’t you

Give me love
Give me love
Give me peace on earth
Give me light
Give me life
Keep me free from birth
Give me hope
Help me cope, with this heavy load
Trying to, touch and reach you with,
heart and soul

Oh
My Lord

Please take hold of my hand, that
I might understand you

http://bit.ly/2aCWZ7I

A Não-Obra: “O Limite”

A “Não-Obra”. Uma visão abstrata do espaço de produção das Caixas-arte Interativas “O Mundaréu de Seres Urbanos. Série I”

Todas as imagens captadas aqui existiram num tempo e não existem mais.  Foram tiradas com uma câmera amadora, sem nenhuma condição de luz ideal, mas todas refletem um momento único.

A ideia deste ensaio é a composição de imagens que acontece somente nos limites do visor da câmera, num único instante, tão fugaz como a fotografia que capta um único momento que não mais existirá.

nao-obra01

Momentos que acontecem e que recriamos na fotografia…

nao-obra02

Eles estão lá, sem intenção nenhuma de serem nada. o enquadramento os torna num momento, uma obra quando escolhemos a composição e definimos seus limites…

nao-obra03

Estas figuras não existem mais no local, pois este foi preparado para uma outra produção…

nao-obra04

O que você vê é um momento de um momento que não existe mais…

 

nao-obra05

Isso é fotografia ou arte?

 

nao-obra06

A não-obra é uma reflexão deste limite….

nao-obra07

Também é uma releitura do atelier, um espaço vivo, em constante transformação….

nao-obra08

Como a vida seus momentos passam…

nao-obra09

E o que foi, já foi.