Muito complexa e cheia de altos e baixos, a história dos judeus é uma das mais intrincadas que pude ler. Um provo sofrido, mas que se reinventou, renasceu de todos os incidentes, sempre mantendo sua fé na senda, aceitando sua saga.

os-judeus-lu-paternostro
Ilustração “Judeus e a dança Hava Nagila Medley”, da série “Imigrantes Brasileiros”.
Copyright Lu Paternostro. Proibida cópia, uso ou reprodução desta imagem sem a autorização da artista.

Complementando a série das danças tradicionais, na sua maioria estas são em grupos e bem vigorosas. Em algumas danças, os homens se vestem de preto, de preto e branco ou terno preto. Na cabeça ou um quipá (aquela pequena boina no topo da cabeça, utilizado tanto como símbolo da religião como de temor a Deus) ou um chapéu de abas largas.

Já as mulheres se vestem de branco, ou algo discretamente colorido, ou o azul e branco, cores da bandeira de Israel, mas sempre em vestidos ou saias longas e lenço nas cabeças. As veze levam um xale em suas vestimentas.

Há danças só de homens e só de mulheres, mas na maioria, homens e mulheres dançam juntos. Tudo é muito singelo e sempre com os pés no chão. Nos grupos para folclóricos as vestimentas se enriquecem e podem até se descaracterizar. 

A mais famosa dança tradicional é a Hava Nagila Medley.

A Dança Hava Nagila Medley

Hava Nagila é uma canção folclórica hebraica cujo título significa “alegremo-nos”. É uma música de celebração muito popular entre os judeus. Não há um casamento ou um bar mitzvá (na religião judaica, o menino que, no seu 13º aniversário, atinge a maioridade religiosa, passando a ter a obrigação de cumprir os preceitos religiosos) em que ela não seja tocada, cantada ou dançada.

A canção surgiu em 1918 para manifestar a alegria com a libertação de Jerusalém em dezembro de 1917.



Para a imagem, usei o azul e branco para a mulher e uma roupa mais enfeitada, como a de alguns grupos para folclóricos para o homem.   Os homens não vestem nada de cores – o rosa da camisa e as flores no vestido dela, são uma “licença poética”.

Nas cores do fundo, quebrando a sutileza dos tons das figuras do primeiro plano, optei pelos carmins, rosas e vermelhos, em cores vivas, alegres, vibrantes, que contrastam com a simplicidade das vestimentas mais tradicionais. Representam as próprias danças e seus ritmos muito animados e vigorosos.

A Torá (pentateuco), o livro sagrado dos Judeus e a Menorá o castiçal de 7 velas, que representa, junto com a Estrela de David, um dos símbolos do Estado de Israel.

______________

Por Lu Paternostro

NOTA LEGAL: Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização expressa dos autores.